domingo, 29 de dezembro de 2019

Os nerds estão pistola com a série The Witcher.

 
A recém série "The Witecher" da Netflix que é baseada nos livros do polonês Andrzej Sapkowski tem gerado polêmica na internet. Isso porque optou por um pluralismo étnico em seu elenco, reimaginando alguns personagens que anteriormente tinham ficado bem conhecidos pelo publico "nerd" por conta do sucesso de games inspirados na obra. O hater do publico masculino é direcionado sobretudo a mudança de etnia e de visual de algumas das personagens mulheres da trama. No game estas sempre eram brancas e apareciam em roupas extremamente sexualizadas, na série isso foi modificado.
É muito coerente prezar por adaptações que não resumam as mulheres a objetos hiper sexualizados e por elencos plurais etnicamente. Todo ódio destilado nas redes por homens frustrados é prova de mais um acerto da Netflix que já está produzindo mais temporadas da série The Witcher depois do estrondoso sucesso da primeira temporada.
Infelizmente temos aqui mais uma demonstração de como ridículo pode ser o machismo e o racismo, em caso bem interessante para nos fazer refletir sobre a temática.
Lembramos aqui um episódio similar envolvendo a linda atriz Scarlet Johansson e o Jornalista Rodrigo Constantino.

Nenhum comentário: