sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

O Paradoxo do Passarinho

Medo, rotina, ignorância, preguiça ou o que quer que prenda você.
Veja o filme no link.
http://portacurtas.org.br/filme/?name=o_paradoxo_do_passarinho

Cresce o debate e apoio dos Estudantes ao movimento de Greve na Rede Estadual de Ensino do RJ.

Assembleia dos alunos e trabalhadores da educação do C.E Jornalista Tim Lopes delibera apoio irrestrito dos alunos e indicativo de assembleia estudantil e ocupação da escola.
 
"Assembleia dos estudantes do C. E. Visconde de Cairu para debater a participação na greve da rede pública e mobilizar a comunidade escolar em torno dos problemas existentes na escola.

O C. E. Visconde de Cairu se localiza no Méier e conta atualmente com inúmeros problemas: salas superlotadas, equipamentos pedagógicos sucateados, falta de porteiros, pessoal de secretaria, inspetores, etc.

Durante a assembleia surgiram várias propostas de apoio à greve dos profissionais da educação que se inicia e de ações para denunciar junto a comunidade escolar as condições atuais da escola."


Fonte: http://www.linhasdefuga.com.br/

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Iniciando o aplicativo whatsapp como ferramenta pedagôgica nas salas de aula do ensino público

Para intensificar o uso das tecnologias que exploram as redes distribuídas na educação iniciamos a utilização do comunicador instantâneo whatsapp. Foram construídos grupos para cada uma das turmas de HFE e Filosofia do IECD. O intuito é transcender os limites da “escola tradicional” possibilitando um contato mais direto com os estudantes através do uso desta tecnologias digital.
Os grupos serão usados para para dinâmicas relacionadas as disciplinas e também informações pertinentes a comunidade escolar. O mesmo será moderado sempre que necessário.
Os estudantes que ainda não foram inseridos devem entrar em contato com o professor para serem inseridos no grupo destinado a sua turma.

E a luta da educação ganha o apoio dos estudantes em Macaé.

 Estudantes da Rede Estadual ocuparam as Ruas de Macaé.

Os Estudantes deram uma aula de dignidade nas ruas da cidade, com muita organização e garra, a manifestação iniciou às 7 horas, no Colégio Matias Neto, passaram pelas escolas Luiz Reid, 1°de Maio, CIEP Aroeira, em caminhada até a Câmara de Vereadores, continuando pelo calçadão até a Praça Veríssimo de Melo, onde os estudantes fizeram falas e discutiram os próximos passos da luta.
A manifestação em Macaé lembrou a ousadia dos Estudantes de São Paulo que realizaram centenas de ocupações contra o fechamento de escolas pelo governador Alckimin/PSDB, mesma política implementada por Pezão no Estado do Rio.
Os estudantes protestaram em apoio à luta dos profissionais da educação que decidiram entrar em greve a partir do dia 2 de março, em defesa da escola pública e contra os ataques do Governo Pezão ao conjunto dos Servidores do estado do Rio de Janeiro. A Greve da Educação dá os primeiros passos em Macaé, com muita unidade, Estudante e Educador!
Ao longo do trajeto os estudantes receberam muito apoio da população, que batia palmas, tirava foto e até cantava junto às palavras de ordem, “Ô educação parou, Ô” ou “Fora Pezão! Respeite a educação!” . O Sepe Macaé esteve presente, ao lado de vários professores que acompanharam a grande caminhada, com muito orgulho dos alunos.
(Texto retirado das redes sociais)
Mais imagens no link: https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=462659397263166&id=100005573299168&pnref=story


Com apoio de entidade e coletivos estudantis organizados Servidores farão atos neste dia 2 de março às 15 horas na ALERJ.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Cine debate discutirá Bioética no RJ.

Neste dia 5 de março vai ocorrer a inauguração da temporada 2016 do Ciência em Foco, que acontecerá às 16h, na Casa da Ciência da UFRJ.

Será exibido o filme Gattaca: a experiência genética de Andrew Niccol, seguido da palestra "Válidos", úteis e produtivos: corpo e vida entre os efeitos da tecnociência, com Daniela Manica (Doutora em Antropologia Social pela Unicamp, professora do Departamento de Antropologia Cultural do IFCS/UFRJ e membro do GEACT - Grupo de Estudos em Antropologia da Ciência e da Tecnologia).

A entrada é franca e a atividade é indicada para o público a partir de 16 anos. Não há distribuição de senhas: recomenda-se a chegada com pelo menos 10 minutos de antecedência.

Mais informações.
no blog: http://cineclubecienciaemfoco.blogspot.com.br/
no Facebook: www.facebook.com/casadaciencia
no Twitter: www.twitter.com/casadaciencia

Para discutir a Greve: informativo para pais e estudantes.



terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Educação em Greve a partir deste dia 2 de Março. E agora?

Fonte: SEPE-RJ
Agorá é Greve!
Em Assembléia Geral os trabalhadores da educação do Estado do RJ decidiram por iniciar uma Greve a partir deste dia 2 março, por conta de uma série de ataques do governo contra a educação e os servidores do Estado. Dentre os ataque destacam-se: o congelamento de salários, ameaças ao pagamento dos servidores, mudança da previdência social e cortes orçamentários na área da educação. Para além dos problemas recentes existe uma antiga e extensa pauta de reivindicações que incluí: o cumprimento da lei de 1/3 de planejamento para professores, a redução do número de estudantes por sala, reajuste salarial, concurso para funcionários, 2 tempos de aula para todas as disciplinas, climatização e etc.

O que é Greve e para que serve?

A Greve é um direito do trabalhador, conquistado historicamente por meio de muitas lutas sociais. Ela é um recurso que consiste na suspensão das atividades de trabalho; no caso das greves da educação, a suspensão de todas as atividades escolares exercida pelos grevistas (sejam eles professores ou outro tipo de funcionário). A Greve tem como objetivo dar visibilidade aos os problemas da educação e as reivindicações dos educadores. Ela é uma estratégia de luta que funciona como instrumento de pressão sobre os governos e instituições responsáveis pela administração da educação pública, no sentido de forçar as autoridades a atendarem as demandas relacionadas a defesa e melhoria da educação. 

Para entender sobre o direito de Greve: http://seperj.org.br/ver_noticia.php?cod_noticia=6699

Para entender mais sobre o instrumento da Greve: http://www.infogreve.com.br/entenda-a-greve.html#!/2

Mantenha-se informado pela organização dos trabalhadores em luta: http://seperj.org.br/

Enquanto Estudante ou responsável o que tenho a ver com isso? 
Protesto de alunos e professores no Colégio Mendes de Moraes por conta
de calor e falta de climatização nas salas de aula
Sempre o movimento grevista é apresentado de forma negativa pela grande mídia, que na maioria das vezes tem relação intima com os governos e instituições de poder ao qual os grevistas estão a contrapor. No entanto, para além da ideia de senso comum de que "Greve prejudica a população" existe uma complexa realidade. Foi por meio da luta por Greve que os direitos trabalhistas foram conquistados (13°, férias, jornada de trabalhos, salário mínimo e etc) e é por meio desta ferramenta de luta que os trabalhadores lutam por condições de trabalho e para rechaçar ataques aos direitos trabalhistas e sociais. Para que exista mudanças e melhorias em nossa sociedade é necessário que exista mobilização e luta sociais que apontem neste sentido. 

Muito se fala na imprensa sobre a interrupção das atividades de sala de aula, mas pouco se fala sobre o dano social que é perpetuar os problemas que hoje temos na educação pública aceitando passivamente sem  qualquer tipo de enfrentamento e criticidade. 

Os problemas da educação não são problemas apenas dos professores e funcionários das escolas, mas sim dos estudantes, pais e toda comunidade escolar e sociedade. Desta forma problemas como educadores mau pagos, escolas caindo aos pedaços, falta de climatização (ar-condicionados e ventiladores), precisam ser enfrentadas por toda sociedade. 

Contamos com o apoio de toda a sociedade a nossa luta pela defesa e melhoria da educação pública!

Confira o documentário sobre a última Greve da Educação no Estado do RJ.


quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

"Life is Strange" um belo jogo que rompe com o padrão alienante e sexista da indústria de Games.

"Life is Strange" é um um jogo PC,PlayStation 4, PS3, Xbox One e Xbox 360 que coloca o jogador no controle de uma adolescente chamada Max. Ao longo de uma história adolescente trágica dividida em 5 capítulos a personagem tem de escolher entre diversas ações possíveis, e por meio delas definir o rumo de sua vida levando em consideração o resultado de suas ações sobe aqueles que lhe cercam.

Um ótimo jogo que trabalha o tema da liberdade para além do senso comum, relacionado a capacidade humana de julgar a responsabilidade que inevitavelmente é proveniente dela. Desta forma o game rompe com um padrão niilista comercial tão comum a indústria de games. Max não é um personagem poderoso que pode fazer tudo aquilo que quer sem sofrer consequências tal como protagonistas de muitos jogos de sucesso. O game obriga o jogador refletir sobre suas ações sem poder ignorar os valor ético, político e sociais presentes na trama ficcional. Em "Life is Strange" o "poder" é também responsabilidade e cada escolha do jogador o leva a desfechos diferentes, muitas vezes a resultados realmente trágicos. 

Contrariando sensacionalismo e superficialidade tão comum a indústria de games o jogo consegue discutir temas polêmicos e fortes de forma qualificada, trabalhando muito bem o mundo de transformação e descobertas da adolescência. Nele temas como sexo, drogas, estupro, opção sexual são inseridos de forma orgânica na história e lidar com eles é uma tarefa esclarecedora.

A cultura machista e sexista de protagonistas femininas semi nuas e hiper sexualizadas também é contrariada em Life is Strange. Max não se enquadrada nos esteriótipos da indústria de games: ela não é uma protagonista seminua e muito menos uma "mulher burra" que esta ali como coadjuvante apenas para ajudar (ou atrapalhar) o mocinho. Fato que não a torna menos encantadora, muito elo contrário! Na verdade a ideia batida de donzela em perigo pronta para ser salva pelo mocinho também é subvertida por meio de um enredo e romance complexo e rico. Assim como Max todos os personagens possuem profundidade psicológica e "existencial" temos como personagens: mauricinhos e patricinhas mimadas, jovens revoltados com problemas familiares, nerds com problema de interação social, vítimas de Bullying, alcoolátras, neuróticos vindo da guerra e até mesmo abusadores. Tudo isso em meio a uma "realidade" machista, preconceituosa e de diferença social.   

"Life is Strange" prova que existem alternativa inteligentes e educativas a cultura machista e niilista da indústria de Game contemporânea. 
Vale muito apena jogar este game que em jogabilidade e graficamente também é fascinante. 

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Vídeo do desfile do Bloco Pula Roleta


Neste dia 9 de fevereiro o Bloco Pula Roleta caminhou pelas ruas do centro do Rio de Janeiro levantando o tema da luta contra o aumento das passagens e fazendo uma homenagem a Sérgio Presidente, grande simbolo das lutas e mobilizações do movimento social e político na cidade. Confira as imagens desta atividade.

Filmagem: Hugo Labanca
Edição: Diego Felipe