terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Educação em Greve a partir deste dia 2 de Março. E agora?

Fonte: SEPE-RJ
Agorá é Greve!
Em Assembléia Geral os trabalhadores da educação do Estado do RJ decidiram por iniciar uma Greve a partir deste dia 2 março, por conta de uma série de ataques do governo contra a educação e os servidores do Estado. Dentre os ataque destacam-se: o congelamento de salários, ameaças ao pagamento dos servidores, mudança da previdência social e cortes orçamentários na área da educação. Para além dos problemas recentes existe uma antiga e extensa pauta de reivindicações que incluí: o cumprimento da lei de 1/3 de planejamento para professores, a redução do número de estudantes por sala, reajuste salarial, concurso para funcionários, 2 tempos de aula para todas as disciplinas, climatização e etc.

O que é Greve e para que serve?

A Greve é um direito do trabalhador, conquistado historicamente por meio de muitas lutas sociais. Ela é um recurso que consiste na suspensão das atividades de trabalho; no caso das greves da educação, a suspensão de todas as atividades escolares exercida pelos grevistas (sejam eles professores ou outro tipo de funcionário). A Greve tem como objetivo dar visibilidade aos os problemas da educação e as reivindicações dos educadores. Ela é uma estratégia de luta que funciona como instrumento de pressão sobre os governos e instituições responsáveis pela administração da educação pública, no sentido de forçar as autoridades a atendarem as demandas relacionadas a defesa e melhoria da educação. 

Para entender sobre o direito de Greve: http://seperj.org.br/ver_noticia.php?cod_noticia=6699

Para entender mais sobre o instrumento da Greve: http://www.infogreve.com.br/entenda-a-greve.html#!/2

Mantenha-se informado pela organização dos trabalhadores em luta: http://seperj.org.br/

Enquanto Estudante ou responsável o que tenho a ver com isso? 
Protesto de alunos e professores no Colégio Mendes de Moraes por conta
de calor e falta de climatização nas salas de aula
Sempre o movimento grevista é apresentado de forma negativa pela grande mídia, que na maioria das vezes tem relação intima com os governos e instituições de poder ao qual os grevistas estão a contrapor. No entanto, para além da ideia de senso comum de que "Greve prejudica a população" existe uma complexa realidade. Foi por meio da luta por Greve que os direitos trabalhistas foram conquistados (13°, férias, jornada de trabalhos, salário mínimo e etc) e é por meio desta ferramenta de luta que os trabalhadores lutam por condições de trabalho e para rechaçar ataques aos direitos trabalhistas e sociais. Para que exista mudanças e melhorias em nossa sociedade é necessário que exista mobilização e luta sociais que apontem neste sentido. 

Muito se fala na imprensa sobre a interrupção das atividades de sala de aula, mas pouco se fala sobre o dano social que é perpetuar os problemas que hoje temos na educação pública aceitando passivamente sem  qualquer tipo de enfrentamento e criticidade. 

Os problemas da educação não são problemas apenas dos professores e funcionários das escolas, mas sim dos estudantes, pais e toda comunidade escolar e sociedade. Desta forma problemas como educadores mau pagos, escolas caindo aos pedaços, falta de climatização (ar-condicionados e ventiladores), precisam ser enfrentadas por toda sociedade. 

Contamos com o apoio de toda a sociedade a nossa luta pela defesa e melhoria da educação pública!

Confira o documentário sobre a última Greve da Educação no Estado do RJ.


Nenhum comentário: