quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Eu sou Astrólogo! Vocês preciam acreditar em mim.



Quem diria que uma das estrofes da música "Al Capone" do roqueiro Raul Seixas se tornaria atual em um contexto extravagante em 2019. O Brasil de hoje não é a Rússia do Czar Nicolau II , mas com a eleição da extrema direita de Bolsonaro agora possui seu próprio Rasputin.

Assim como o governo czarista, o estado brasileiro adotou um místico conspiracionista como mentor intelectual. O autoproclamado filósofo Olavo de Carvalho se destaca como uma figura forte do atual governo, para além de inspirar a "ideologia" que fundamenta a família bolsonaro indicou até ministros.

Olavo de Carvalho não é filósofo, pois não é formado na área e nunca produziu nada relevante em termos de reflexão intelectual. Autoproclamação não é critério, pois mesmo se você declarar ser o super homem não vai se tornar invulnerável a balas. Ter muitos discípulos fanáticos também não é critério para validar discursos, vide Jim Jones. O Estado brasileiro está sendo orientado por um astrólogo de sanidade e moral questionáveis.

Nos restam as perguntas: onde isso tudo vai parar? O que vai acontecer com um país orientado por um astrólogo que nega a ciência e "vive na guerra fria"? Qual será o destino da família do "novo czar louco" e de seu "profeta"?

Nenhum comentário: